sexta-feira, 29 de junho de 2012

abate

os olhos da minha juventude previram
os médicos que minha velhice namoraria
e as farmácias que minha idade se hospedaria
no fim, nasci berrado como bezerro,
e recomecei, caindo como um touro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

não sou poeta maldito, mas amaldiçoo todos os que lerem e não comentarem [risos] calma, podem comentar a vontade