sábado, 25 de fevereiro de 2012

bagunça

não temos cultura
para apreciar o sagrado
para entender o vulgar

não temos cultura
para apreciar a justiça
para apreciar a igualdade
para apreciar a liberdade

não há justiça na eternidade
não há igualdade na eternidade
não há liberdade na eternidade

a eternidade faz fila atrás de nós
e está entre nós e o objetivo
que ponto sou entre dois infinitos?
meu século é uma piscada!

Um comentário:

não sou poeta maldito, mas amaldiçoo todos os que lerem e não comentarem [risos] calma, podem comentar a vontade