quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

boemia

 madrepérolas douradas
emparedaram meu amontilado.

o vinho da morte bêbada
na rua canta em meio aos cães.

um uivo é tudo o que cheiro
na noite de cio de agosto.

na revelação morrem as matilhas
de bêbados leitores.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Vista!

fiz com deus uma entrevista,
vista-a-vista,
para a revista de Vesta,
em vista da revista
da oftalmologista que,
enquanto avistava minha vista,
foi vista pelo ativista
que gritou: vista!