quarta-feira, 6 de outubro de 2010

fragmento 5

sou sempre o mesmo:
de onde vim, pra lá retornarei,
faço isso todas as noitas
reentrando nas xoxotas santas de onde brotei

Nenhum comentário:

Postar um comentário

não sou poeta maldito, mas amaldiçoo todos os que lerem e não comentarem [risos] calma, podem comentar a vontade