sexta-feira, 8 de abril de 2011

lua

meu amor morreu
nas bandas do rio de larvas
deus morreu no céu
das matas da bandidagem
a lua também morreu
quando pisamos sua margem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

não sou poeta maldito, mas amaldiçoo todos os que lerem e não comentarem [risos] calma, podem comentar a vontade