terça-feira, 14 de dezembro de 2010

iracema 2

o dia amorenou-se em noite
e o religioso adentrou-se no pau-a-pique

ele fumou uns tabacos
também comeu tabacos
e só não bebeu tabacos por falta de copo

no fim, esbanjou-se nos fluídos
dos olhos da cunhã vadia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

não sou poeta maldito, mas amaldiçoo todos os que lerem e não comentarem [risos] calma, podem comentar a vontade